Crônicas do Mundo Emerso Vol. 1 – A Garota da Terra do Vento

Título: Crônicas do Mundo Emerso Vol. 1: A Garota da Terra do Vento
Título original: Cronache Del Mondo Emerso – Nihal della Terra del Vento
Autor: Licia Troisi
Ano de publicação: 2004
País de origem: Itália
Tradução: Mario Fondelli
Editora: Rocco – 318 páginas

Esse livro surgiu um tanto inesperadamente pra mim e foi uma surpresa incrivelmente boa. Comprei a coleção toda num pacote na Submarino por um precinho beleza só por ter achado a idéia central interessante (garota guerreira numa terra imaginária) e por ter lido uma resenha dizendo que o amadurecimento dos personagens principais era o fator mais importante do livro.

Não vou fazer spoilers, então pode ler sem medo. O que conto está no primeiro capítulo, basicamente.

Nihal é uma garota da Terra do Vento (duh) que sonha em ser um guerreiro. Obviamente, mulheres não são aceitas na Ordem dos Cavaleiros Dragão, mas ela é, até então, apenas uma menina sonhadora. Seu pai é Livon, um ferreiro, o que só aumenta o amor pelas armas de Nihal, já que ela tem contato constante com espadas e cavaleiros vindos de todo o Mundo Emerso. O comportamento de Nihal, apesar de ser considerado bizarro por todo mundo (uma mulher guerreiro, imagina! rs), acaba sendo de certa forma “perdoado” uma vez que ela é realmente boa. O que nos leva à primeira grande característica de Nihal: ela sabe que é boa com a esapada, o que a torna corajosa mas ao mesmo tempo uma metida a besta.

O Mundo Emerso é dividio em oito terras (como é bem mostrado no mapa na primeira página do livro) e uma terra central chamada Grande Terra. Cada terra é marcada por um elemento. O grande vilão da história, como não poderia faltar, é Tirano (eu sei, nome nada criativo), um ex-mago que quer dominar todo o Mundo Emerso (não precisava nem ter falado rs).

O modo como a história evolui mostra as coisas de um lado mais psicológico: não há guerreiros maravilhosos invencíveis, não há beleza na guerra, não há alguém que seja um verdadeiro herói. Em sua empreitada para se tornar um guerreiro, Nihal descobre coisas horríveis sobre sua própria personalidade. Descobre, por exemplo, que é naturalmente inclinada para violência.

A violência é um ponto central do livro. E apesar de não ser uma violência assim muito explícita, considero o livro um pouco violento sim e um tanto inadequado para crianças (ao contrário do que a Rocco pensa). A todo momento tem alguém ferido, tem gente sendo desmembrada, morta, enfim. Sem contar que essa conexão Nihal/violência é uma coisa bem não-convencional, até desconcertante, normalmente associamos heróis com a paz.

O amadurecimento psicológico de Nihal é muito bem trabalhado, é uma personagem da qual você não gosta, mas se sente afeiçoado de alguma maneira. Ela não te cativa pelo que tem de melhor, mas por ser um ser humano como outro qualquer. Sem contar que existe toda uma questão ao redor da feminilidade dela em contraste com sua personalidade de guerreiro que é bem interessante.

Sem contar que Senar, que talvez possa ser considerado o outro protagonista, também é bem desenvolvido. Seus conflitos também são expostos de uma maneira interessante e humana. Falei mais de Nihal porque ela é o ponto chave, pelo menos desse volume.

Finalmente, não é um livro assexuado. Eu digo isso porque muitos livros de fantasia ou pelo menos ditos de fantasia não abordam muito questões sexuais bem básicas mesmo tipo atração física por alguém; fica tudo naquela aura de pureza e bla bla. Apesar de não ter cenas de sexo explícito, A Garota da Terra do Vento, traz esse tipo de questão à tona: o que é atração, o que é amor, desejos impulsivos por alguém, vontade de dar aquela puladinha de cerca…

A narrativa é envolvente, não dá pra parar de ler. O único ponto negativo que vale a pena ressaltar é a tradução. O tradutor optou por usar a segunda pessoa (no singular e no plural) o que ficou bem estranho. Claro que no Brasil existem lugares em que se usa “tu” e “vós”, mas achei que deu um tom excessivamente formal à história. Em alguns pontos, me senti incomodada. Não sei se essa foi uma escolha consciente do tradutor ou se foi simplesmente uma tradução equivocada dos pronomes de tratamento do italiano, mas enfim, ficou bem estranho. No segundo e terceiro volume, no entanto, ele escolheu mudar o tratamento para “você”.

De resto, é um livro que dou nota 10. Muito bem feito.

Anúncios

12 Comentários (+adicionar seu?)

  1. Lucy
    ago 23, 2010 @ 17:03:32

    Tá aí uma série que vc já tinha falado e que na época não cheguei a dar muita atenção, mas agora me interessou.

    Acho que esse ano não rola mais, mas está na lista do ano que vem. rsrs

    Sobre a tradução, será que em italiano não empregaram o uso formal dos pronomes? O duro é de repente o próprio tradutor ficar de saco cheio e mudar de tu para você, eu acho isso bem chato.

    Me lembra o Katie Bell que foi alterado para Katia Bell. u_u’

    E qdo vcs vão falar de O castelo animado? =D
    Bjos!

    Responder

    • Melissa
      ago 23, 2010 @ 17:20:23

      Eu vi sua lista de leitura, Lucy. Tá imensa! Nossa, e tudo pro fim do ano. Realmente, se a gente fosse ler todos os livros que gostaria… o dia teria que ter muito mais do que 24hrs!

      Eu não entendi essa da tradução não, até porque não entendo nada de italiano. E realmente, mudar a tradução no meio da série é chato… Mas talvez possa ser até pressão da editora, né, a gente nunca sabe.

      Eu não li Castelo Animado, Lucy. Só vi o filme, acredita? *esconde de vergonha* Tá na minha lista de livros desde sempre. Mas a Amanda leu, então provalmente ela deve escrever alguma coisa.

      Responder

  2. Mi
    ago 24, 2010 @ 00:32:10

    Eu quero ler!!!

    Responder

  3. Gustavo Domingues
    ago 25, 2010 @ 23:42:11

    Olá Melissa.
    O problema da linguagem formal não foi na tradução não. O livro original possui mesmo estes tratamentos formais, quando escrevi meu artigo sobre o livro vi reclamações disso em alguns foruns de literatura americanos. Ainda bem que resolveram corrigir nos demais livros aqui no Brasil. Pode até ser uma invsão ao desejo da autora, mas não deixa de ficar melhor.
    Boa resenha.
    Mas no geral não gostei do livro. Aqui está minha resenha:
    http://www.grifonosso.com/2010/05/10/review-maligna-cronicas-do-mundo-emerso-vol-1-a-garota-da-terra-do-vento/

    Abraços.

    Responder

    • Melissa
      ago 26, 2010 @ 01:49:58

      Essas questões de tradução são sempre complexas… acho que ninguém nunca fica satisfeito.
      De qualquer forma, respondi sua resenha. Dá uma olhada lá pra gente debater.

      Responder

  4. Gustavo Domingues
    ago 26, 2010 @ 03:36:21

    Você não sabe como eu sofro com livros de RPG traduzidos. Ou melhor, sofro esperando a tradução.

    Dei minha réplica para sua resposta lá no blog.
    Não esqueça de ouvir nosso podcast, eu recomendo o episódio do Hobbit para começar.

    Responder

  5. Camila
    ago 27, 2010 @ 00:51:15

    Tô com muita vontade de ler essa série! Vi essa promo no Submarino, mas gastei muito na Bienal e vou ter que esperar um pouco! Mas quero ler com certeza!
    Beijos
    Camila – Leitora Compulsiva

    Responder

  6. Trackback: Crônicas do Mundo Emerso Vol. 2 – A Missão de Senar « Livros de Fantasia
  7. Trackback: Essa semana… « Livros de Fantasia
  8. Gustavo Nobio
    out 21, 2010 @ 13:07:43

    Também comprei todos os livros da coleção (por um precinho bem camarada) e já tô doido para lê-los.

    Atualmente tô ocupado com um livro científico e depois começo a ler o volume único de “As Crônicas de Nárnia”, mas depois… vou mergulhar no universo da Licia Troisi (com certeza!).

    Parabéns pelo blog.

    Responder

  9. Trackback: Crônicas do Mundo Emerso Vol. 3: O Talismã do Poder « Livros de Fantasia

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: