O Guia do Mochileiro das Galáxias

Título em português: O Guia do Mochileiro das Galáxias
Título Original: The Hitchhiker’s Guide to the Galaxy
Autor: Douglas Adams
Ano de publicação: 1979
País de Origem: Reino Unido
Tradução: Paulo Fernando Henriques Britto e Carlos Irineu da Costa
Editora: Sextante
Número de páginas: 204

Não espere de O Guia do Mochileiro das Galáxia uma história que faça sentido. O grande lance do livro é fazer o leitor pensar (e rir muito) através de uma trama cheia de impobrabilidades e coisas totalmente sem noção. Isso tudo para mostrar que o ser humano está perdido nesse universo gigantesco, simplesmente fingindo que sabe para onde está indo.

A história começa com Arthur Dent, um londrino comum, que entra em desespero ao descobrir que sua casa será domolida para a construção de um desvio de estrada. Mas o que causa mais raiva em Arthur é que ele não havia sido notificado do fato, a notícia foi perdida em uma dessas burocracias governamentais. Revoltado, Arthur resolve se deitar em frente ao trator e impedir a obra e é então que Ford Prefect, seu amigo meio esquisito, aparece dizendo que o mundo vai acabar e Arthur precisa ir com ele dar o fora da Terra. Isso porque Ford não era na verdade um ator desempregado e sim um alienígena de Betelgeuse que estava isolado na Terra há 15 anos.

Os dois amigos pegam carona numa nave espacial Vogon, que por acaso são o povo responsável por demolir o planeta Terra para a construção de um desvio, e assim começa as aventuras de Arthur como mochileiro das galáxias.

O livro é tomado por um humor extremamente afiado e satírico com seus personagens inesquecíveis e situações absurdas. Mas além disso, consegue ser extremamente inteligente e filosófico ao abordar as questões quem somos, de onde viemos e o que, afinal, estamos fazendo aqui? de uma forma única e estranhamente verdadeira.

Para quem não sabe, é desse série o famoso personagem Marvin, o robô maníaco-depressivo que inclusive virou música do Radiohead (Paranoid Android). Marvin é um ícone da cultura pop e sua voz no cinema foi dublada por Allan Rickman (o Snape de Harry Potter). Sua depressão é causada

principalmente pelo fato de que possui “o cérebro do tamanho de um planeta” e é aproximadamente 30 bilhões de vezes mais inteligente que um colchão, mas preferem usar sua capacidade para abrir portas ou agarrar algum papel caído no chão.

No entanto, meu personagem favorito é ainda Zaphod Beeblebrox, o presidente da galáxia mais louco e mais mal vestido de todos dos tempos.

O filme baseado na série é bacana e preserva o mesmo tipo de humor do livro, mas a história é bem diferente, misturando elementos dos outros volumes da série.

Enfim, recomendo muito O Guia do Mochileiro das Galáxias para todos que curtem um livro de comédia inteligente. Mas já aviso para ler sem preconceitos no sentido de que tem que entrar na zuação e não levar tudo tão a sério. Nota 5 com certeza.

A série (trilogia de quatro livros que na verdade são cinco) continua com:

  • O Restaurante no Fim do Universo
  • A Vida, o Universo e Tudo Mais
  • Até mais, e obrigado pelos peixes!
  • Praticamente Inofensiva

 

Anúncios

4 Comentários (+adicionar seu?)

  1. Camila
    fev 18, 2011 @ 13:46:35

    Oi Mel,
    Essa é uma coleção realmente surtada!! hahaha
    Como você disse, tem que levar o livro na esportiva!! Tem cada piração que não dá para acreditar, além disso o humor inglês pode ser um pouco sem noção para algumas pessoas!! hahaha
    Mas eu adoro!! Tenho minha coleçãozinha na estante e não vendo, não troco e não empresto!! rs…
    beijos
    Camila – Leitora Compulsiva

    Responder

  2. Melissa
    fev 20, 2011 @ 19:57:14

    Surtada é pouco, mas eu adoro!!!! E realmente, humor inglês é fora do normal para nós brasileiros. O lance é entrar no clima mesmo.
    Minha coleção ainda está incompleta, falta “O Restaurante no Fim do Universo”. Mas agora eles mudaram a capa e eu não quero comprar com a capa diferente dos outros livros!!!! Eu sei, sou chata com essas coisas. Mas é que quero toda a coleção com a mesma capa. rs

    Responder

  3. Trackback: O Restaurante do fim do universo « Livros de Fantasia
  4. Trackback: Dicas de Leitura para o Feriadão « Livros de Fantasia

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: