O Ano do Dilúvio [The Year of the Flood]

Título em português: O Ano do Dilúvio
Título Original: The Year of the Flood
Autor: Margaret Atwood
Ano de publicação: 2009
País de Origem: Canadá
Editora: M&S (Rocco, no Brasil)
Número de páginas: 434

O Ano do Dilúvio é uma espécie de paralelo de Oryx e Crake (clique aqui para ler a resenha desse livro). Temos a mesma trama, os mesmos personagens, mas o foco é invertido. Ao invés do desesperado Jimmy, temos a voz de duas personagens secundárias do primeiro livro: a durona Toby e a frágil Ren. Ambas tentando sobreviver depois que a praga mundial matou quase toda a população.

Toby é uma mulher beirando os 40 anos que se encontra num spa isolado de tudo. Essa é a explicação de sua sobrevivência à super praga. Ela tenta manter uma horta nos fundos, mas tem que lutar contra animais selvagens (geneticamente modificados antes da super-praga) que querem destruí-la (a horta e/ou a própria Toby). Em meio a suas tentativas de sobrevivência que envolvem desentarra um rifle e comer coisas bem nojentas, Toby se vê envolta pelas memórias de sua vida anterior. Que convenhamos, não era lá muito melhor que a atual.

Já Ren está presa dentro de uma câmara de segurança de um clube de strippers por conta de suspeita de contaminação (o pessoal de lá levava doença venérea muito a sério). A praga passou e Ren ficou segura lá dentro. O problema é que ela não tem como sair. Desesperada e perdida, ela relembra sua vida antes da catástrofe. Vida essa que envolve uma mãe bizarra e um ex-namorado sacana.

Essas duas mulheres, no entanto, têm em comum uma vida junto aos Jardineiros de Deus (não sei se essa foi a tradução oficial, pois li o livro em inglês), um grupo religioso e ecológico que pregava uma co-existência pacífica com os animais e o advento do Dilúvio Seco que acabaria com todos os seres humanos. Seria a super-praga mundial uma predição dos Jardineiros?

Assim como Oryx e Crake, esse não é um livro de aventura cheio de clímaxes. É mais uma narrativa sobre pessoas e seus dramas pessoais em meio de um cenário pós-apocaliptico. O grande trunfo de O Ano do Dilúvio está em seus personagens cativantes e em sua narrativa emocionante que faz com que qualquer leitor consiga se identificar com os medos de Toby e com as hesitações de Ren. Além disso, o livro todo está recheado do bom e velho senso de humor de Margaret Atwood. E como qualquer ficção especulativa, nos faz pensar sobre que tipo de caminho estamos construindo para nós mesmos e como nosso futuro pode estar se tornando cada vez mais escuro…

Um livro sem dúvida adulto não só por conta da temática e da narrativa mais lenta, mas também por conta de um conteúdo muito pesado de violência e abuso sexual.

Anúncios

3 Comentários (+adicionar seu?)

  1. Camila
    ago 29, 2011 @ 00:50:55

    Oi Mel,
    Que saudades de passar por aqui!!
    Lembrei tanto de você na minha viagem, já que fui visitar o parque do Harry Potter!! rs…
    Me lembro sobre a resenha do outro livro e fiquei bem curiosa para entender como essa história funciona!!
    Obrigada pela dica!
    Beijos
    Camila – Leitora Compulsiva

    Responder

    • Melissa
      ago 29, 2011 @ 01:02:37

      Nossa, eu não sabia que você ia no parque do Harry Potter (cadê as fotos?????????? hahahaha) Que bacana!!!! Deve ser uma curtição só!

      Então, a Margaret Atwood é uma das minhas escritoras favoritas e é um best-seller internacional bem importante. Claro que não é um tipo de livro que você lê numa sentada, mas também não tem aquela linguagem carregada e difícil. É uma experiência diferente daquelas que estamos acostumados, mas acho que vale a penas pois são livros que faz a gente pensar. Especialmente esse “O Ano do Dilúvio”.

      Responder

  2. Trackback: Lista de Livros Lidos em 2011 « Mundo de Coisas Minhas

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: