Harry Potter e o Oscar

A série durou dez anos nas telas de cinema e foi indicada ao Oscar num total de 12 vezes. Foram indicações para direção de arte, fotografia, figurino, efeitos especiais e trilha sonora original (as duas vezes com John Williams em Harry Potter e a Pedra Filosofal e Harry Potter e o Prisioneiro de Azkaban). No entanto, a franquia Harry Potter no cinema nunca levou nenhum prêmio do Oscar e sequer uma indicação a uma categoria de peso como diretor, ator ou melhor filme.

A última cerimônia do Oscar foi feita neste domingo e Harry Potter perdeu suas indicações para A Invenção de Hugo Cabret, um filme de fantasia dirigido por Martin Scorcese. Fãs ficaram estressados e desde então estão pirando na internet. O site Potterish já tinha feito um post comentando a falta de reconhecimento da série pela Academia e hoje tuitou um texto escrito por um fã mostrando toda sua indignação por sua série favorita não ter ganhado o prêmio. Eu não costumo fazer isso, mas eu fiquei tão chocada com os erros grosseiros do texto, que serei obrigada a comentar.

Vamos entender porque Harry Potter não ganhou nenhum Oscar.

Em primeiro lugar, eu sou fã de Harry Potter doente como todos que acompanham esse blog sabem. Já fiz vários posts sobre o assunto aqui e não escondo minha veia desesperada. Claro que eu queria que Harry Potter tivesse levado uma estatueta. Óbvio que atores como Ralph Fiennes (Voldemort) e Alan Rickman (Severus Snape) mereciam sim ter sido indicados a um prêmio de Melhor Ator Coadjuvante. É justo, não é? Pois a Academia nunca foi famosa por justiça. Ou vocês ainda acham que é justo Johnny Depp nunca ter ganhado um Oscar? Ou Leonardo diCaprio? Ou mesmo filmes incríveis nunca terem sido sequer indicados?

A segunda coisa que gostaria de falar é que não sou crítica de cinema. Sou apenas uma pessoa que assiste filmes e gosta de comentar. Minha formação é de coisas que leio aqui e ali, coisas que vi na faculdade, cursos livres sobre cinema que já fiz.

O acusado Steve Kloves

Harry Potter nunca foi uma adaptação cuidadosa. O roteiro sempre foi quebrado de modo que muitas pessoas que só assistiam os filmes muitas vezes tinham dificuldade em acompanhar a história. Isso sempre prejudicou a série, que parecia mais um mosaico de cenas do que um filme na maioria das vezes. Steve Kloves é um roteirista medíocre na minha opinião, que sempre recorre à palavra falada ao invés de usar gestos e imagens. Tanto que o filme mais sensível da série Harry Potter e a Ordem da Fênix não é dele, e sim de   Michael Goldenberg. Esse filme usa uma linguagem mais cinematográfica, com imagens mais fortes, gestos e silêncios. Kloves ressurgiu das cinzas e fez um bom Harry Potter e as Relíquias da Morte Parte I mas foi só isso.

Óbvio que a culpa não é só do Kloves. Eu sempre tive a impressão de que era o roteirista que mandava num filme, mas depois de fazer um curso de roteiro, descobri que é o diretor. Roteirista é responsável pelo esqueleto, quem preenche a carne é o diretor e o resto da equipe. Então todos os diretores da série (e foram quatro) têm sua parcela de responsabilidade no aspecto fragmentado que a série sempre teve.

Alan Rickman fez um Snape excelente... mas alguém entendeu o lance do Enigma do Príncipe só vendo o filme?

Existem sempre aqueles que argumentam “mas é um filme, não tem que ser igual a um livro” e eu concordo. O problema de Harry Potter é que nunca conseguiu ser um filme inteiro: nunca contou uma história, nunca fez escolhas. Faltou coragem na produção. Ao invés de peitar e dizer: “Vamos cortar isso aqui porque não vai dar”, a série se contentou em contar meias-histórias. Ou vocês acham que alguém entendeu a história dos Marotos ou do Snape só de ver os filmes?

Afirmar isso não é negar a série e dizer que ela não tem nada de bom. É olhar criticamente. Óbvio que adoro ver os filmes e me divirto muito, mas não é por isso que vou defendê-los cegamente e achar que foram a melhor coisa do mundo. A produção pode ter sido ótima, muito dinheiro foi investido, mas a história em si nunca foi bem cuidada. Nunca foi espetacular.

O Oscar sempre teve uma queda por filmes espetaculares, mas já premiou produções mais medianas. O problema é que eles têm um esquema de compensação. Por exemplo, Jeff Bridges ganhou o Oscar de Melhor Ator em 2010 contra Colin Firth. No ano seguinte, foi a mesma coisa e Colin Firth ganhou. Coincidência? Os próprios estudiosos/críticos do Oscar dizem que não e reconhecem que a Academia faz isso. Ou alguém acha que Os Infiltrados é mesmo o melhor filme do Scorcese?

Os critérios da Academia nunca são claros, mas daí a fazer acusações disparatadas… É complicado. Olha só o que o tal texto que o Potterish tuitou hoje, atribuído a Daniel Rocha, diz:

A verdade é que o trabalho exacerbado de diretores, produtores, e todo um elenco nas famosas “super produções”, estão com seus dias contados. Agora é a hora do cinema de “arte”, o simples se tornou o belo, o culto. (…)  A ficção e a fantasia estão, a cada dia, mais extintas dentro da tal famosa Academia. Mas que Academia é esta que não reconhece o verdadeiro trabalho de uma equipe por trás de uma obra?

????????????

Então. Super produções com dias contados? O Oscar sempre premiou super produções. Sabia que todos os filmes que concorrem são super produções? Ou você acha que aquele filme com orçamento baixo está na lista?

Agora é a hora do cinema de arte? Pessoas, se perguntem de verdade, vocês sabem o que é cinema de arte? A Invenção de Hugo Cabret pode ser um filme metalinguístico com uma linguagem interessante e dirigido por um diretor famoso, mas duvido que um estudioso de cinema se atreveria a chamá-lo de “cinema de arte”, até porque é uma super produção (é, essa mesma que o autor do texto disse que está fadada ao fim). Claro que o termo é polêmico, mas se você quiser se aproximar mais do “cinema de arte”, vá dar uma olhada em Cannes, não no Oscar.

Daniel Radcliffe faz um questionamento interessante: e se um grande diretor queridinho de Hollywood tivesse dirigido os filmes?

O argumento desse texto é tão falho que ele próprio se contradiz: se a fantasia e a ficção (e nem vou comentar sobre o termo ficção porque eu sou uma aluna da Letras chata rs) estão tão fora assim as premiações, por que é que A Invenção de Hugo Cabret, um filme de fantasia, ganhou prêmios? E o tal “trabalho de equipe” existe na produção de todos os filmes. Já pararam pra pensar que o cinema é praticamente a única arte que requer um trabalho de equipe? Você pode fazer uma música, um livro, uma pintura sozinho, mas fazer um filme sozinho é quase impossível.

Uma coisa concordo com o texto: se Harry Potter tivesse tido um diretor do peso de Scorcese, talvez tivesse tido sim indicações ao Oscar. Infelizmente, mas é verdade. Inclusive, o próprio Daniel Radcliffe, que interpretou Harry Potter por dez anos, comentou o assunto:

“Eu não acho que o Oscar gosta de filmes comerciais ou filmes infantis, exceto aqueles dirigidos por Martin Scorsese. Eu estava outro dia assistindo ao filme A Invenção de Hugo Cabret e me perguntei ‘Por que ele foi indicado e nós não?’. Eu fiquei levemente zangado”

http://revistamonet.globo.com/coluna/2012/02/07/daniel-radcliffe-reclama-por-harry-potter-nao-ter-sido-indicado-ao-oscar/

Eu não vi A Invenção de Hugo Cabret (e quando ver, posto aqui minhas impressões), mas o nome Scorcese com certeza deu uma outra visibilidade ao filme. Da mesma forma que Steven Spielberg e George Lucas dão visibilidade a filmes. É um critério injusto, sabemos, não acho certo, mas é um critério usado.

Critérios injustos, isso o Oscar está cheio. Como comparar filmes tão diferentes? O que Meia-Noite em Paris tem a ver com Histórias Cruzadas? Ou melhor, o que Titanic tem a ver com Crash – No Limite, Shakespear Apaixonado e O Senhor dos Anéis: O Retorno do Rei? Bem, todos esses últimos ganharam o prêmio de Melhor Filme e são de gêneros completamente diferentes. Não seria mais justo separar filmes por gênero como no Globo de Ouro? É uma discussão que permanece.

Dizer que a era dos filmes de fantasia no cinema acabou com O Senhor dos Aneis: O Retorno do Rei (citando o texto que falei acima:  “Esses sonhos foram enterrados há oito anos com “O Retorno do Rei”. Bem dramático, né?) é um absurdo. Diferentemente do Brasil, a cultura americana e britânica valoriza muito a fantasia, tanto na literatura quanto no cinema. Só porque determinada franquia não ganhou o Oscar, não quer dizer que o gênero inteiro foi pro buraco!

E outra questão: desde quando não ganhar um Oscar é sinal de que um filme é ruim? De que ele não foi reconhecido? Quantos filmes NÃO ganharam o Oscar e são grandes filmes da história do cinema? Cantando na Chuva e Psicose NÃO ganharam o Oscar! E são clássicos do cinema!

Porque ver atores crescendo na tela é algo legal, mas é cinematograficamente irrelevante

Os produtores reconhecem: para ganhar o Oscar é preciso fazer um lobby básico, fazer sua propaganda, vender seu peixe. E ainda assim enfrentar critérios injustos e coisa e talz. Vai saber o que acontece nos bastidores?

Eu queria que Johnny Depp tivesse ganhado o Oscar por Piratas do Caribe: A Maldição do Pérola Negra. Perdeu pro Sean Penn. Isso não significa que os filmes de pirata não são prestigiados pela Academia e que um filme de pirata nunca vai ter a chance de ganhar um Oscar porque agora todos os filmes serão dramas de garotos sofridos (porque são os filmes do Sean Penn, né).

Vamos encarar um fato: Harry Potter mudou nossas vidas, mas não mudou a história do cinema. Não foi uma grande série de filmes. Foi rentátval, foi legal, foi divertido, foi sensacional, mas não foi uma produção revolucionária em termos cinematográficos. Poderia ter ganhado alguma coisa? Como eu disse, poderia. Mas não ganhou. Então não vamos misturar as coisas, não vamos ficar de cara feia e berrar usando argumentos falhos.

Isso não é ajuda em nada.

E seguir argumentos do José Wilker é sempre perigoso. E não profissional.

Anúncios

34 Comentários (+adicionar seu?)

  1. Camila - Leitora Compulsiva
    fev 27, 2012 @ 19:37:57

    Mel, estou impressionada com a qualidade do seu post de hoje! Mostrou, mais uma vez, que você sabe sobre o que está falando!!
    O que as pessoas precisam entender é que, se os LIVROS do Harry Potter conquistaram o mundo e revolucionaram a forma de vermos os livros, isso não significa que os FILMES são sensacionais!
    Você mostrou que ser fã não é ser fanático e está, mais uma vez, de parabéns!!!
    beijos
    Camis

    Responder

    • Melissa
      fev 27, 2012 @ 20:25:05

      Camis, eu também sou contra fanatismos. A gente tem que reconhecer a limitações das coisas, principalmente das que gostamos muito. Eu confesso que demorei um tempo para entender isso, mas hoje lido muito melhor com livros/filmes/músicas. É como você disse, os LIVROS revolucionaram, os filmes não. Fazer o quê? Fechar os olhos e dizer que tudo foi lindo?
      bjs

      Responder

      • Camila - Leitora Compulsiva
        fev 28, 2012 @ 01:09:07

        Eu passou por isso com Twilight, sabia?? Eu sou muito fã dos livros e acho uma história genial! Mas os filmes são bem meia boca! O pior é que muita gente julga a história só pelo filme e sai falando que o livro é uma droga! Mas enfim… Essa relação livro x filme é e sempre será delicada!!
        Beijos

    • Melissa
      fev 28, 2012 @ 16:03:05

      Pois é, é difícil mesmo. Eu mesma julgo Twilight pelos filmes, porque não li os livros(só o primeiro) , então fiquei com uma imagem bem negativa da série. Mas a gente que é fã da série, sempre vai ver o filme porque no fundo tem uma esperança de que vá ficar legal, né?

      Fazer um filme de um livro é sempre polêmico, mas eu ainda acho que há jeito de fazer algo que seja bom como feito em ‘O Senhor dos Aneis´ e “Desventuras em Série”.

      Responder

  2. Nivia
    fev 27, 2012 @ 19:53:03

    Eu sou altamente suspeita pra falar sobre os filmes de HP (aviso antes das pedras). Nunca consegui aceitar direito a adaptação, achei ruim desde o terceiro filme e daí em diante me bateu a revolta de vez.

    Concordei com o Daniel porque realmente nome faz diferença – em Oscar e em qualquer coisa na vida que demande julgamento de qualidade, não adianta se enganar quanto a isso. Mas ler de alguém que viu os filmes e gosta, que eles não têm uma continuidade boa o suficiente pra não ser um absurdo hediondo perder um Oscar, me tranquiliza um pouquinho. Afinal, tenho amigos que só viram os filmes e ficaram confusos com algumas coisas.

    Por mais que a gente adore alguém ou alguma coisa, devemos entender que nada nessa vida é perfeito. Podia ter ganho algum prêmio, lógico! Mas acho que gostar dos filmes é mais sentimental nosso do que por eles serem espetaculares.

    Responder

    • Melissa
      fev 27, 2012 @ 20:27:41

      Nika, sim, um nome faz diferença. Quando ouvimos que certos diretores estão fazendo filmes, já criamos expectativas, já procuramos saber enquanto pessoas desconhecidas podem estar aí na vida trabalhando em filmes bem melhores.

      Pra mim os filmes são totalmente sentimentais. Fiquei na fila em todos eles, vi na estreia, vibrei e talz, mas olhando criticamente, conseguimos ver que não são grandes obras. Têm uns buracos gigantes naqueles filmes que nenhuma falta de noção do mundo consegue tampar!

      Responder

  3. Amanda
    fev 27, 2012 @ 19:58:50

    Melissa, eu assino embaixo de tudo que você disse. Eu sinceramente acho infantil essa onda de raiva que outra negação de oscar para a série tenha gerado. Vamos falar sério, vocês ficaram surpresos?
    Ontem à noite eu comentei numa atualização do Pottermore via facebook, dizendo que se o filme 7 parte 1 não ganhou um Oscar, então esquece, que nenhum dos outros merece.
    Sem dúvida, eu gostaria que o Alan Rickman tivesse levado pelo Snape, e que o parte 1 ganhasse melhor filme do ano passado, mas isso não aconteceu. Fica a chamada nos diretores e no Kloves, que fizeram uma colcha de retalhos que nós, fãs apaixonados, muitas vezes fizemos uma força descomunal pra gostar. Não dá pra esperar que os empolados do oscar tenham a mesma boa vontade da gente.

    Responder

    • Melissa
      fev 27, 2012 @ 20:29:57

      Realmente, Amanda, se 7.1 não leveu, não tinha mesmo chance. Foi o melhor da série, o mais bem feito e trabalhado em todos os sentidos (atuação, direção, produtção…). Também não entendi a surpresa e a revolta do povo na internet hoje. Eu sinceramente nunca achei que alguém tivesse alguma esperança.

      Responder

  4. Cassy
    fev 27, 2012 @ 20:15:53

    Uau!!! Que post!!! Disse tudo, Melissa. A Academia realmente tem um lobby danado. Sabe o que me deixou impressionada? Foi o fato de nove filmes concorrerem à estatueta de melhor filme. Sem contar que, com o passar dos anos, a premiação está cada vez mais chata e sem graça. O momento que mais gosto de assistir é quando relembram os artistas que não estão mais entre nós. É o único momento lindo do Oscar. Acho que uma emissora cheogu a passar a cerimônia de Cannes ou do Globo de Ouro não me lembro qual dos dois, mas advinha, a Rede PlinPlin comprou os direitos de transmissão para que outra emissora não voltasse a transmitir 😦 Bem, o Oscar é isso, ano que vem tem mais Marmelada.

    Responder

    • Melissa
      fev 27, 2012 @ 20:32:08

      Cassy, que bom que gostou! 🙂

      A premiação está sem graça mesmo, com pouquíssimos momentos espontâneos/emocionantes. E a transmissão da Globo, PQP!!! É uma vergonha com aquele José Wilker fazendo comentários que meu primo de 10 anos faria! Sem contar que a transmissão é toda cortada, porque bem, o Big Brother Brasil TEM que ser transmitido na íntegra, né? Uma vergonha. Preferia mil vezes o SBT. Pelo menos eles passavam tudo.

      Responder

      • Cassy
        fev 28, 2012 @ 00:22:51

        Hahaha. José Wilker e aquela “sei lá quem” comentando foi MUITO RUIM. Eles ficavam se atrapalhando e estavam muito sem jeito, fora que a Globo pecou e muito na transmissão, nada entrava quando era anunciado rsrsrsrs. Pelo menos serviu para eu dar muitas risadas.

  5. Liége
    fev 27, 2012 @ 20:46:55

    É, eu gosto muito de HP, mas confesso que os filmes deixaram mesmo a desejar. Eu sempre tinha que sair do cinema explicando para o meu marido várias coisas que no filme ficaram confusas, porque ele não leu o livro. Realmente a história do Snape e outras ficaram bem difíceis de se entender apenas assistindo o filme.

    Como você disse, Melissa, HP poderia ter ganhado alguma coisa, mas não ganhou, e o Oscar jamais deve ser pensado como uma premiação super justa e por vezes até mesmo coerente em certos momentos, mas sempre foi assim. Confesso que acho sacanagem um nome mais brilhante como o de Scorcese chamar mais atenção e angariar prêmios com mais facilidade, mas estaria sendo ingênua se pensasse que a Academia agiria de maneira diferente.

    Lembro que na época do SdA praticamente foi dito que o único filme premiado seria “O Retorno do Rei”, já que a Academia deixaria o derradeiro momento ser o escolhido para premiar a série. Foi exatamente o que aconteceu. Ian Mckellen não ganhou pela sua interpretação de Gandalf, e até hoje acho que ele merecia. Ontem Gary Oldman presenciou sua primeira indicação e não ganhou. Eu acho ele um excelente ator. Oscar é assim mesmo. E HP é uma série de filmes que marcou para os fãs, mas realmente não é espetacular.

    Responder

    • Melissa
      fev 28, 2012 @ 16:13:10

      Liége, eu também ficava fula da vida em ter que explicar detalhes do filme toda hora pra alguém que não leu o livro. O pior é que depois do sexto livro tudo começou a ficar ainda mais complicado então eu me via explicando coisas dos filmes dois e três pras pessoas e tudo ficou mega confuso. Horrível.

      Eu sei que nos divertimos com os filmes e gostamos dos atores e tudo, mas não foi incrível e poderia ter sido muito melhor e não foi. Temos que saber reconhecer isso.

      Responder

  6. Karen Alvares
    fev 27, 2012 @ 21:11:35

    Mel, adorei o post, foi muito bem feito, como disseram, dá pra notar que você realmente sabe do que está falando. O Daniel falou uma coisa legal, talvez Harry Potter tivesse mais visibilidade se fosse dirigido por um diretor queridinho deles, mas também temos que admitir que as adaptações de Harry Potter não são filmes excepcionais. São filmes legais, divertidos, mas não são excepcionais.
    Mas eu não me surpreendo e não gosto do Oscar. Acho que têm prêmios melhores, mais justos (esse negócio das categorias é de matar… tem filmes que não se comparam uns aos outros) e com menos lobby (é assim que se fala?). Quer dizer, o Oscar – na minha opinião – realmente premia quem eles querem, e mesmo premiações de gente grande, como o Scorcese, às vezes não são premiados com o melhor deles… É como as coisas funcionam, infelizmente.
    Mas eu ainda tenho pena do Alan Rickman não ter sido nem ao menos indicado. Ele é muito bom, mesmo. Mas realmente, para quem não leu o livro, bóia na história dele. Na história dos marotos. Na história de metade das personagens, na verdade…

    Responder

    • Melissa
      fev 28, 2012 @ 16:54:11

      Kakazinha, eu também acho que o Oscar só premia quem eles querem. Vai saber quais são os critérios por trás dos bastidores que a gente nem sabe… E realmente, tem hora que eles comparam o incomparável!

      Quanto a essa coisa do Alan Rickman… eu também acho que ele fez um tremendo trabalho em HP, o problema é que a história dele não chama atenção. Ficou tão fragmentado, que fica estranho ver o homem chorando loucamente em 7.2, por exemplo. Teve gente que veio me falar que achou ridículo o Harry ter dado o nome do filho dele em homenagem ao Snape. Ou seja, não entendeu o papel do Snape na história, o que é crucial!

      Responder

      • Liége
        fev 28, 2012 @ 17:16:28

        Ai, isso foi uma tristeza, né? Snape certamente é o meu personagem favorito e o Alan Rickman é um ator sensacional. É uma pena que a história dele não tenha sido passada de forma mais cuidadosa no filme. Lembro que no último livro chorei cântaros quando o Harry via a lágrima dele na penseira.

  7. Lucy
    fev 27, 2012 @ 22:00:49

    Estou até agora pensando como seria Harry Potter dirigido por George Lucas. o.o’

    Eu queria sim que Harry Potter tivesse ganhado, mais por ser a última oportunidade de concorrer ao Oscar do que por qualquer outra coisa, mas convenhamos: os filmes foram feitos para quem é fã dos livros. Quem foi ver aleatoriamente, boiou em todos e achou cansativo. Confesso que único que achei mais decente foi o quinto filme e em seguida o 7.1, pra fazer justiça. Isso não tirou meu prazer em esperar na fila com expectativas sobre os filmes, nem de conversar com meus amigos depois do filme sobre o que foi bom e o que foi ruim.
    Alan Rickman merecia sim uma indicação, acho que mais que o Ralph Fiennes, mas ñ rolou, provavelmente pq ele ñ aparecia em TODO o filme e convenhamos que o povo que assistiu sem ler o livro não entendeu a importancia do Snape na trama.
    Gostei do seu texto, Mel. Disse tudo!
    Bjos

    Responder

    • Melissa
      fev 28, 2012 @ 16:57:01

      Como eu falei pra Kakazinha, Lucy: o Snape ficou apagado e o Voldemort também. o filme 6 tinha que ter sido O filme pro Voldemort, mas infelizmente eles preferiram fazer aquela coisa horrorosa de romance que ficou um lixo. Harry/Ginny nos filmes é ridículo! Quem vê só os filmes nem percebe que eles se gostam!

      Imagina um diretor cuidadoso responsável por tudo isso junto com um roteirista fodão? *imaginando o Peter Jackson*

      Responder

  8. Carol Felipe
    fev 27, 2012 @ 22:20:01

    Parabéns pelo texto! Sempre fui crítica em relação aos filmes de HP, mas nem por isso parei para pensar sobre alguns argumentos que vc ressaltou! Realmente a maioria dos filmes foram imagens e textos costurados, sempre faltando alguma coisa…o único que realmente me conquistou 100% foi A Ordem da Fênix!! =D
    Já me revoltei tanto com o Oscar que, honestamente, nem espero mais nada deles…por isso não me surpreendi, nem me estressei quando soube que HP não concorreria a nada!
    Como vc bem ressaltou, o fato de um filme não ganhar/concorrer ao Oscar não quer dizer que ela seja ruim, e é preciso reconhecer que os filmes de HP não revolucionaram a indústria cinematográfica, foram filmes feitos mesmo para os fãs (e mesmo assim não tão bem feitos)!!

    Responder

  9. Carol Felipe
    fev 27, 2012 @ 22:22:46

    PS: Não concorrer a nada = nenhum dos prêmios importantes!

    Responder

    • Melissa
      fev 28, 2012 @ 16:59:15

      Pois é, Carol, não foi bem feito nem pros fãs. Muito chato isso. E pensar que eles tinham um orçamento monstro, né? Podiam ter feito uma coisa incrível e aí sim ter chance com grandes prêmios.

      Eu também não entendi essa esperança toda. Nunca achei que ganharia.

      Responder

  10. Mi
    fev 27, 2012 @ 22:22:46

    Os filmes são ruins, apesar dos bons atores. E o Oscar é uma palhaçada. Sempre foi!
    Belo post, Mel. 😉

    Responder

  11. Rodrigo
    fev 28, 2012 @ 00:33:42

    Olhe, dos filmes de Harry Potter os que para mim foram ótimos são Reliquias da Morte – Parte 2 e Ordem da Fenix, que em minha opinião mereciam o Oscar. Falar que não mudou NADA na história do cinema eu acho um pouco forte. Acho que sim, mudou alguma coisa na historia do cinema ,mesmo que nem chegue perto do que os livros mudaram na literatura.

    E não adianta, o Oscar sempre irá continuar nos decepcionando. Achei uma grande injustiça ano passado, pois 127 Horas merecia o melhor filme. Mas tudo bem, a Academia não é mais referencia de bom cinema para mim.

    Responder

    • Melissa
      fev 28, 2012 @ 17:02:46

      Rodrigo, eu já achei um absurdo o “127 Horas” não ter ganhado Melhor Montagem! Putz, não tinha nem comparação com “A Rede Social”. Os critérios do Oscar são obscuros… Também achei “127 Horas” um grande filme, junto com “Cisne Negro”, era o meu favorito ao prêmio.

      Eu acho que não mudou a história do cinema não. No máximo agitou um pouquinho as produções britânicas. Falo isso porque não houve desenvolvimento de tecnologia específica no fim, nem de técnica de atuação, nem criou grandes imagens e grandes ícones. Foi um agitador cultural, sem dúvida, mas não mudou a história.

      Responder

      • Rodrigo
        fev 28, 2012 @ 18:16:53

        Melissa, realmente não revolucionou nada, mas não podemos esquecer que teve um grande sucesso (em questão de numero de fãs e criticas positivas), sendo que muitos começaram pelos filmes e mais tarde só foram ler. Harry Potter é minha segunda série de cinema favorita, mas a primeira e disparada é Star Wars 😉

  12. Juliana Pires
    fev 28, 2012 @ 01:07:43

    Tb não confio na opinião de José Wilker, altamente perigoso.
    Seu post esta muito bom, bem completo como sempre eu amei.
    A academia do oscar é injusta, isso não é nenhuma novidade, todo mundo sabe, ou pelo visto não.
    Estou muito cansada desses fãs, que não analisa nada sob a luz da razão. É uma paixão tão cegante que não permite enxergar nada mais. Não é por que gostamos de algo, que isso é absoluto em tudo e essas pessoas que ficam por ai endeusando as coisas são muito chatas, e compram briga por tudo.

    Responder

    • Melissa
      fev 28, 2012 @ 17:05:18

      Ai Ju, obrigada! Que bom que você gosta dos posts, eu também gosto muito de ver você por aqui! 🙂

      Nem fala do José Wilker, é muita falta de noção pra um comentador só. Ele só dá fora.

      Eu confesso que fico chateada em discutir com esses fãs fanáticos. Poxa, não foi perfeito, não foi nem ótimo, então vamos seguir em frente. Os livros foram incríveis, vamos ficar com eles e só defender o que vale a pena. Né, não?

      Responder

  13. Apolo
    fev 28, 2012 @ 02:45:19

    Harry potter e bom mas o senhor dos aneis e ate narnia foram melhores faltava augo mas luminoso e bonito,ritimo e pouca inrolacao,e esse ultimo paderia ser muito melhor,mas foi quase igual aos outros filmes da serie.a guerra devia ser mais esplorada com a guerra do filme de narnia ou alice no pais das maravilhas. Faltava um final mas epico e original

    Responder

    • Melissa
      fev 28, 2012 @ 17:06:57

      Apolo, também acho que a guerra não foi muito bem explorada. Ficou muito efeito especial e pouca coisa acontecendo. Não deu aquela angústia que deu nos livros e realmente, ficou perto perto de cenas grandiosas em filmes como “Nárnia” e “O Senhor dos Aneis”. Realmente, faltou uma coisa épica no último filme.

      Responder

  14. daniel
    mar 04, 2012 @ 15:12:04

    uau acho tb que os filmes não foram tão bom quantos os livros a maioria dos meus amigos não gostam dos livros por causa dos filmes a maioria diz que nãao entendeu nada, o ultimo livro foi o poir de todos na minha opinião mas fazer o que ne

    Responder

  15. Anderson Battisti
    mar 09, 2012 @ 19:16:10

    Eu acho q o diretor Deivid Yates estragou o ultimo filme, porque ele não seguiu o roteiro do livro , por exemplo o escudo de Hogwarts , no livro não falou de escudo nenhum (mas foi uma das melhores cenas)e também achei q na hora q Harry mata Voldemort não tem ninguém olhando e isso eu não gostei pois , nos outros filmes as pessoas de hogwarts duvidavam dele então todos tinham q ver ele matando voldemort , e o corpo dele se dissolve e vira pedaçinhos dele voando , que rídiculo isso , ele tinha q ficar ali no chão mesmo pra todo mundo ver
    eles nem falam nada depois da morte do Voldemort só ficam ali se olhando e depois levam os filhos deles na estação de trem , acho q pra ser dividido em 2 partes podia ter muito mais coisas !!!!!! nota 0 pro David Yates !!!!!

    Responder

    • Melissa
      mar 09, 2012 @ 19:27:36

      Pois é Anderson, eu também acho que o Yates perdeu a chance de fazer um grande filme. O Voldemort virando papel no fim do filme foi ridículo mesmo. Gente, com Avada Kedrava você cai duro no chão. E é isso.

      Responder

  16. Hackerman Inter Maxlo
    jul 01, 2012 @ 16:35:11

    Pra mim o grande prêmio do HP n é um prêmio que vê as coisas nas entrelinhas e escolhe filmes pelo fundo do bolso do diretor, mas é um prêmio muito mais importante: milhoes de fãs que riram e choraram lendo os livros e vendo os filmes dessa série que nunca ninguém que realmente goste dela esquecerá.

    Responder

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: