Loucuras que fiz por Harry

Esse ano a Rocco está lançando no Brasil o livro Harry e seus fãs [Harry, a History] da dona do The Leaky Cauldron (para quem não sabe, um dos maiores sites sobre Harry Potter), Melissa Anelli. O livro é uma grande compilação de eventos, pensamentos, movimentos realizados por fãs da série durante o período de lançamento dos livros. Melissa compilou durante um ano as informações para o livro, num mega projeto, que destrinchou as ansiedades dos fãs da série de maior sucesso dos últimos dez anos. Além do mais, ela foi uma das poucas que teve a chance incrível de conhecer J.K.Rowling e entrevistá-la, inclusive, num podcast! Rowling ainda escreveu a introdução para livro, que como sempre, é uma emoção de ler.

No blog criado pela editora Rocco para o livro, surgiu um Meme para que os blogueiros possam compartilhar suas loucuras potterianas. Recebi esse Meme da Vania (eterna Ily), do blog Viajando Sem Dinheiro. Obrigada, Ily! Sei que foi pro meu blog pessoal, mas achei que ficaria melhor aqui.

Bem, acho que já fiz várias loucuras por Harry. Eu já li Harry Potter e a Pedra Filosofal dez vezes, já fiquei mais de três horas na fila do cinema (arrastando pais, amigos e namorado), já cantei Wizard Rock com minha amiga (lembra disso, Amanda? “My wizard scar still burns for yooooooooou”) no corredor da faculdade. Mais

Anúncios

Meme Literário: Vale a pena ler de novo

Esse Meme literário foi presente da sempre presente Lucy, da Chocolateria da Lucy, e achei bem divertido pra fazer aqui no blog!

1- Existe e se chama Harry Potter. Okay, pra muita gente pode parecer manjado, mas essa série é minha paixão declarada e não me canso de falar isso. Sempre me emociono, não canso de ler e reler. Me marcou demais.

2 – Escolheria O Senhor dos Anéis simplesmente porque é enorme e porque daria o que pensar durante a vida inteira. Afinal, é uma mitologia!

3 – Eu indico Sorriso de Vampiro, primeiro volume da série A Caçadora, da Vivianne Fair. Literatura nacional de extrema qualidade que rende muitas horas de diversão e risadas. [Para ler a resenha do livro aqui no blog, só clicar no título.]

4 – 10 blogs indicados:

Leitora Compulsiva
Recanto da Chefa
Por Essas Páginas
Dragonmount Books
Grifo Nosso
Cavernas & Dragões
The Pavania
Na Prateleira
Viagem Literária
Automatic Stop

5 – Já tá indicada lá no início do post. E obrigada Lucy, por sempre mandar Memes legais aqui pro blog!

E vocês, quais seriam suas respostas para as perguntas acima? Não deixem de comentar!

 

 

 

 

O livro perfeito

Mais um Meme literário que recebi da querida Lucy da Chocolateria. A idéia é responder algumas perguntas sobre o que seria o seu livro perfeito! Imaginação a postos, vamos lá.

Qual o gênero do livro perfeito?

Fantasia. Sério? hahaha Acho que ninguém esperava por essa. rs [inserir modo ironia aqui] Mas tem que ser bem desenvolvido, com personagens cheios de dramas. Não vale só criar um mundo fantástico e pronto. Tem que convencer. Mais

Dia do Leitor

Sei que estou um pouco atrasada – estava na Mostra de Cinema de Tiradentes! -, mas acho que vale ainda participar desse Meme que é super interessante. A indicação foi da Lucy querida, da Chocolateria. A idéia é responder algumas coisinhas sobre leitura.

1. Quando e como você se tornou um leitor?
Ixi. Sempre gostei de ler, desde criancinha. Meus pais me incentivavam com livros infantis e revistas em quadrinhos. Leitura sempre fez parte da minha vida.
2. Lembra do primeiro livro que leu? Qual foi?
O primeiro livro que li sozinha foi Chapeuzinho Vermelho. É um livro enorme que tinha um lobo assustador, está aqui em casa até hoje. Mas o primeiro livro digamos maior e mais sério que li foi Viagem ao Centro da Terra, de Júlio Verne. Nem precisa dizer que adorei! Por influência dessa leitura tão positiva, comecei a gostar de fantasia e ficção científica.
3. Quanto tempo por dia você costuma ler? Quando e onde costuma ler?
Então, eu leio muito. Até porque faço Letras na faculdade, então a leitura ocupa uma grande parte do meu dia. Mas leitura por prazer mesmo costuma ser uma vez por mês, quando tenho tempo mais livre  tipo feriado ou férias. */
4. Leitura do momento
O Totem do Lobo, de Jiang Rong
The Norton Anthology of Literature by Women: The Traditions in English, de Gilbert and Gubar.
Como o dia oficialmente já passou, vou indicar os blogs apenas a título de referência para os leitores. Como sempre, Leitora Compulsiva, Por Essas Páginas e Grifo Nosso.

Expectativas Literárias de 2011

Eeeeeeeeeeeeeeeeeeeh! Nada como começar o ano com as coisas estabelecidas, não? Indicada pela Camila do Leitora Compulsiva, vou participar desse meme que achei super bacana!

A idéia é responder algumas perguntinhas sobre meus planos literários de 2011. Então vamos lá:

Meta de Leitura: Ao todo li 45 livros em 2010, contando com as coisas da faculdade. Não inseri contos nem poemas, apenas livros. Pra 2011 vou tentar chegar aos 60. Vou ser realista, é ano de mestrado então vai ser complicado. Mais

Essa semana… Mais uma vez…

Meme semanal hospedado pelo Lost in Chick Lit, onde compartilhamos pequenas informações sobre a nossa semana literária. Tendo como principal objetivo encorajar a interação entre os blogs literários brasileiros, fazer amizades e conhecer um pouquinho mais sobre outras pessoas apaixonada por literatura. Tem interesse em participar? Saiba como aqui!

Mais uma vez estou participando dessa iniciativa. Mais

As Brumas de Avalon – Vol. 1 A Senhora da Magia

Título: As Brumas de Avalon – Vol. 1 – A Senhora da Magia

Título original: The Mists of Avalon

Autor: Marion Zimmer-Bradley

Ano de publicação: 1982

País de origem: Estados Unidos

Tradução: Waltensir Dutra

Editora: Imago – 280 páginas

 

A grande idéia de As Brumas de Avalon – e seu diferencial em relação aos outros livros que contam a lenda do Rei Arthur – é apresentar tudo do ponto de vista feminino. Portanto, Arthur não é protagonista e sim personagem secundário. A voz da narrativa é feita por Igraine, Morgana, Morgause e Gwenhwyfar (Guinevere), personagens que normalmente ficam de fora do centro das grandes ações nos livros tradicionais.

O que chama a atenção nessa série é como as mulheres, vivendo sempre às sombras em quartos de fiar, em templos, no exílio, acabam por influenciar e até mesmo tramar grandes acontecimentos políticos. O grande foco é o dilema psicológico dessas personagens, seus medos, desejos, conflitos, missões. Então não espere grandes batalhas ou qualquer outra coisa parecida. Esqueça Bernard Cornwell. O lance obviamente não é Chick-Lit, mas é muito mais sutil. Mais

Entradas Mais Antigas Anteriores