Academia de Vampiros Vol.2 – Aura Negra

Título: Academia de Vampiros – Vol. 2 – Aura Negra

Título original: Frostbite

Autor: Richelle Mead

Ano de publicação: 2008

País de origem: Estados Unidos

Tradução: Inês Cardoso

Editora: Nova Fronteira – 297 páginas

Aura Negra nos traz de volta ao universo dos Moroi e dampiros sob o olhar da estressada aprendiz de guardiã Rose Hathaway. Os Strigoi estão ficando cada vez mais ousados em seus ataques e os Moroi começam a brigar entre si sobre qual a melhor estratégia de sobrevivência. Em meio a esse conflito que coloca o mundo de cabeça pra baixo, Rose tem que resolver seus problemas pessoais que envolvem um professor bonitão, um melhor amigo apaixonado, um garoto misterioso e atraente que surgiu do nada, uma mãe que voltou e uma melhor amiga com poderes estranhos.  Mais

Outras Mídias: Amanhecer Parte 1

Título: Amanhecer Parte 1

Título Original: Breaking Dawn Part 1

Direção: Bill Condon

País de Origem: Estados Unidos

Duração: 117 min

Seguindo o exemplo de Harry Potter e as Relíquias da Morte, a saga série Crepúsculo decidiu investir também em dividir seu último filme em duas partes. Quem me conhece sabe que não sou nem um pouco fã da série, mas decidi ir conferir a fim de passar uma idéia pra vocês do que foi o filme. E não é que ele me surpreendeu em alguns quesitos?

Mais

Academia de Vampiros Vol.1 – O Beijo das Sombras

Título: Academia de Vampiros – Vol. 1 – O Beijo das Sombras

Título original: Vampire Academy

Autor: Richelle Mead

Ano de publicação: 2007

País de origem: Estados Unidos

Tradução: Inês Cardoso

Editora: Nova Fronteira – 319 páginas

Beijo das Sombras nos apresenta Rose e Lissa, duas melhores amigas que recentemente fugiram do colégio. Mas é preciso acrescentar algumas informações aí. Rose e Lissa têm um laço psíquico sobrenatural entre elas. Elas não são humanas. E fugiram de um colégio cuja função é educar vampiros. Mesclando ação, suspense, mistérios sobrenaturais e, claro, algum romance, esse volume consegue deixar o leitor empolgado até o fim. Mais

Dicas de Leitura para o Feriadão

O feriado está aí e para quem não vai viajar (ou até mesmo para quem vai) uma boa pedida é ficar em dia com a leitura. Separei 4 livros de leitura rápida que valem a pena:

Mais

A Caçadora Vol.1 – Sorriso de Vampiro

 

Título: A Caçadora – Sorriso de Vampiro

Autor: Vivianne Fair

Ano de Publicação: 2010

País de Origem: Brasil

Editora: 21 – 256 páginas

O cumprimento das minhas metas de leitura de 2011 não poderia começar melhor do que com o primeiro volume da série A Caçadora, Sorriso de Vampiro, da Vivianne Fair. O livro conta a história da pacata secretária ruiva – e magra, não vamos esquecer que ela é magra rs – Jéssica que descobre de uma hora para outra o porquê de seus pais se esbaldarem em dinheiro: eles são caçadores de vampiros profissionais. Digo, os caçadores, não os vampiros. rs Mais

Crepúsculo

Título: Crepúsculo
Título original: Twilight
Autor: Stephanie Meyer
Ano de publicação: 2005
País de origem: Estados Unidos
Tradução: Ryta Vinagre
Editora: Intrínseca – 390 páginas

Eu li Crepúsculo antes da modinha maldita. Peguei por acaso um folheto promocional da Intrínseca e li o primeiro capítulo. Achei legalzinho e li o resto da internet (momento assumindo a pirataria). Várias amigas minhas online indicaram o livro dizendo que era muito bom, então eu dei fé e li mesmo. Achei uma leitura mediana, mas não chegou a me empolgar a ponto de ler os próximos volumes. Algum tempo depois, com o lançamento do filme, a série virou um fenômeno mundial que balançou o mercado dos best-sellers trazendo uma atenção imensa a livros que abordam o tema sobrenatural, principalmente envolvendo vampiros. Prometo que vou tentar ser imparcial nesse post. rs

O livro como todo mundo já sabe é contado do ponto de vista de Bella Swan, uma garota da Califórnia que se auto-exila em uma cidadezinha do interior de Washington a fim de dar à mãe a liberdade de curtir seu segundo casamento. Esse ato aparentemente e superficialmente altruísta serve como justificativa para a maioria das ações de Bella durante o livro. Nessa cidade onde chove e fica nublado o tempo todo, Forks, Bella tenta se adaptar à nova realidade. No entanto, ela se sente excluída. As pessoas, apesar de convidativas, não lhe parecem interessantes e ainda por cima ela tem que lidar com a relação de estranhos que tem com o pai. Isso tudo frequentando o ensino médio. rs Mais

Os Sete

Antes de começar este post, vamos a uma consideração teórica. Literatura de horror é parte da literatura de fantasia? Bem, se pensarmos em literatura de fantasia como uma literatura que apresenta mundos e/ou elementos fantasiosos, sim. Mas o que são elementos fantasiosos? Bruxas, vampiros, magia, urucubaca, espíritos, universos paralelos? Bem, algumas pessoas não considerariam tudo isso como algo fantasioso. rs Mas vamos partir dessa idéia de que esses elementos fantasiosos caracterizam a fantasia e por consequência, a literatura de fantasia. Estariam aí incluídos então no mesmo balaio livros tão discrepantes quanto Dracula, de Bram Stoker, e Crepúsculo de Stephanie Meyer???????

É uma questão no mínimo controversa. Um possível modo de raciocínio é dizer que a literatura de fantasia pode ser dividida em subgêneros. Dessa forma, teríamos a literatura de fantasia no subgênero romance, comédia, paródia, suspense, horror e é claro, a fantasia clássica. Mas o que é a fantasia clássica, meu Deus? O Senhor dos Anéis, Alice no País das Maravilhas, Frankenstein?

Bem, minha idéia não é oferecer uma resposta de teoria da literatura para a questão (até porque acredito que esse tipo de coisa só possa ser discutida, nunca realmente resolvida), mas simplesmente jogar uma idéia na roda. Agora vamos ao livro propriamente dito.

Título: Os Sete

Autor: André Vianco

Ano de publicação: 2000

País de Origem: Brasil

Editora: Novo Século – 380 páginas

Não vou mentir: comprei esse livro porque estava em promoção na Submarino, e, segundo o que consta minha letra na folha de rosto (sempre escrevo meu nome e data de compra dos livros), isso foi em janeiro do ano passado. Até então nunca tinha ouvido falar em André Vianco. Mais